h1

Olhar de rapina

outubro 2, 2010

I.

Pensei que já havia vencido isto
Mas tornei a sentir a terrível dúvida e apreensão
Que já experimentara antes

Talvez eu também seja um pouco maluco, já que gosto de andar por aqui. Aparentemente, não era nada além de um exercício intelectual da minha parte. Entretanto, no momento em que me defrontrei com o seu comportamento esquisito, comecei a ficar apreenssivo e tive vontade de partir imediatamente.

Para o meu completo assombro,
Não consigo me livrar do seu olhar
Feroz e ardente

O que eu vejo em seus olhos?
Digo que não vejo nada,
Digo que vejo o meu constrangimento…

Resolvo parar de lutar contra este olhar
E  a  ferocidade fria contida em seus olhos
Me revelam a imagem de uma rapina

E, naquele momento, fez-se um caos total em minha mente

II.

A morte é nossa eterna companheira. Quando sentimos que tudo está errado e estamos prestes a sermos aniquilados,  somente a nossa morte pode dizer: “Não, isto não é verdade… ainda não o toquei…”
Perde-se uma quantidade enorme de mesquinharia se a morte, alguma vez, chegar a lhe fazer algum gesto como este, quase como um susurro no ouvido… permitindo um calafrio por toda a espinha em resposta à  sua frieza… Morte: a verdadeira espreitadora, que sempre me espreitará, até o dia em que me tocar.

Como alguém pode sentir-se importante, quando sabe que a morte está em seu encalço? Ela é a caçadora que nos aconselha a largar as malditas mesquinharias próprias dos homens que vivem suas vidas como se a morte nunca fosse lhes tocar. Eu sou cheio de besteiras, mas a morte é a única conselheira sábia que possuo.

III.

Cruzo o deserto por horas a fio
Sem me perguntar se há alguma finalidade nisto…
Não importa…

Há uma alegria pura e simples
De me mover sem nenhum objetivo intelectual
Apenas sentindo a sua presença em minha volta

Anúncios

One comment

  1. é quando ela respira perto, gelada, que sentimos a urgência intensa da vida mais presente…



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: