h1

junho 30, 2009

Chihuahuan Desert

Abaixo de nós, o vale escuro
Suas bordas já difusas na névoa noturna
Sentado, imóvel, olho para o campo
Um vento constante no meu rosto

“O crepúsculo é a fresta entre os mundos”

Então, como num sonho
Um grito incrível partiu de mim
Por um momento, pensei que fosse outra pessoa
Minha voz parece ter asas que batem dentro da garganta

Percebo um barulho zunindo em meus ouvidos
Como um imenso rugido de touro
Que me faz tremer

O mundo muda de claro para escuro
Conforme as batidas do meu coração
Num estado de completa confiança e abandono
Fico escutando o som da sua música

O Uivo – Sempre Mais

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: