h1

Tempestade de areia

maio 31, 2009

fogo

Pancadas na janela e barulho de vidros quebrados
A cabeça de um lobo…
Olho friamente para a janela
E o que eu vejo é uma miríade de pequenas manchas

Como a coluna de areia das tempestades do deserto

Em vão, tento mexer-me…
Ouço sinos e cães uivando
E o único som que me reconforta

É o canto de um rouxinol, bem perto de casa

O ar está cheio de manchas
Que flutuam e circulam
Empalidecendo as luzes

É tempo de ir, Deus que me ajude!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: